Fazendo arte com a alma

Fazendo arte com a alma

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Mini Telas com Fuxico

Hoje fiz algumas flores de fuxico, mas não queria fazer chaveiro, nem tiara, nem presilha.
Queria sim experimentar alguma coisa diferente.
Pensei, pensei, aí lembrei que tinha guardado algumas telas pequeninas, então resolvi tentar, afinal no mundo das artes, tudo é válido...
POrque NãO
Não ficou uma coisa...

E aí, gostaram?
Eu amei.
Aproveitem a idéia e fça arte você também, procure aí pela sua casa alguma coisa
que talvez esteja esquecida pelas gavetas e dê a elas uma nova cara.
Você pode reaproveitar porta-retratos antigos, fazer flores de fuxico de sobras de tecido, o importante
é criar, reaproveitar e se
DiVeRtIr
Beijos Da Madá
e
Até Já...



segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Como surgiu o ARTESANATO no Brasil

Origem do Artesanato Brasileiro

Atualmente, frequentamos diversos eventos que contam com a presença de pessoas que vendem seus trabalhos artesanais (seja em shows, festas, festivais, feiras... )

Visto isso parei pra pensar, em como seria interessante uma discussão ou ate mesmo um texto explicativo falando sobre a origem e detalhes do artesanato Brasileiro.

O Brasil, com suas diferentes vertentes culturais guarda preciosidades que nem todos conseguem ter acesso e conhecer.

Pinturas, esculturas, moda, danças, arte em geral.

O Artesanato, vindo inclusive da matéria prima natural, é tão rico que compõe grande parte desse cenário artistico cultural Brasileiro.

Segue abaixo um texto explicativo falando sobre a Origem do Artesanato Brasileiro, para que todos possam ter acesso pelo menos a explicação.

CRIATIVIDADE E DIVERSIDADE

A criatividade do povo brasileiro não encontra limites na imaginação, na geografia, nem na escassez de recursos. Os artesãos conseguem transformar elementos encontrados na natureza em objetos artísticos impressionantes. Assim, o barro vira cerâmica, folhas de árvore se transformam em bolsas, pedras se moldam em esculturas, areias coloridas tornam-se belas paisagens em garrafas e copos.

Nossa riqueza cultural está espalhada por diversas áreas artísticas como na literatura, na música, na dança, e em grande escala na produção artesanal. O artesanato é uma das formas mais significativas de demonstrar nossa transculturação de técnicas de produção que inicialmente foram trazidas apenas das culturas dos índios, negros e portugueses e que mais tarde se expandiram.

A partir do século XIX, com a forte imigração européia, novos aportes de técnicas artesanais chegaram ao país junto com os imigrantes de origem italiana, alemã, polonesa, japonesa, síria e libanesa, transformando e ampliando a gama de produtos feitos artesanalmente nas diversas regiões brasileiras.

Atualmente, em todas as partes do país, é possível encontrar produção artesanal diversificada, feita com matérias-primas regionais e com técnicas específicas que variam de acordo com a cultura e o modo de vida do povo de cada localidade. Esses contrastes, além de tornarem o nosso artesanato ainda mais rico, criam uma marca de identidade nacional. Essas referências regionais são muito valorizadas por um mercado externo globalizado, e cada vez mais aberto a produtos diferenciados que retratem a origem e a história do povo que os produz.

É por esse motivo que nossos produtos ganharam espaço em lojas sofisticadas de design na Itália, França, Portugal e em lojas americanas de prestígio como a Bloomingdale’s e a Saks. Só para se ter uma idéia da grandiosidade desse mercado, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o artesanato movimenta anualmente cerca de 28 bilhões de reais, ou 2,8% do PIB do país, índices impressionantes que se equivalem aos da indústria automobilística.

Hoje existem cerca de 8,5 milhões de pessoas trabalhando na produção do artesanato no Brasil, sendo que, 87% é representado por mulheres, que muitas vezes aprenderam o ofício com as mães, já que os ensinamentos, tradicionalmente, são passados de geração para geração. Todo esse processo atual, não só aumenta a produção e a condição de vida das famílias, como também contribui para um desenvolvimento sustentável de regiões com potencial produtivo e que muitas vezes se encontravam marginalizadas e sem perspectiva alguma.


Mas não é só lá fora que o artesanato brasileiro faz sucesso, não há quem não aproveite uma viagem turística para fazer compras e levar uma lembrança para casa. As variedades e especificidades de produtos são imensas. Em Tocantins são produzidos os chapéus e cestos cor de ouro, feitos com palha (capim-dourado). Em Santa Catarina temos as famosas peças em cristal para decoração. É de Pernambuco que vem as famosas carrancas decorativas. Tudo isso sem contar as toalhas de mesa de renda e as redes que são feitas no Ceará.

O artesanato entrou na lista de compras das elites e está sendo usado para decoração e em mostras de decoração famosas como a Casa Cor, além de ambientes de várias pousadas e hotéis para mostrarem um pouco da cultura brasileira para os turistas daqui e os que vêm de fora

O conceito de artesanato dado pelo Conselho Mundial do Artesanato diz que “artesanato é toda atividade produtiva que resulte em objetos e artefatos acabados, feitos manualmente ou com a utilização de meios tradicionais, com habilidade, destreza, qualidade e criatividade”.

Fonte: http://www.brasilviagem.com/materia/?CodMateria=42


Agora, para meu texto não ficar mto grande e ng ler.. hehe convido quem se interessar para colaborar com o topico!

Já pararam pra pensar na influencia da mulher indígena para o artesanato Brasileiro? e as mulheres rendeiras??

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Como cobrar pelo seu trabalho

Olá amigos,
passeando pela net, encontrei um post super interessante no
blog de uma amiga do Facebook, Erika martins, artesã assim como eu.
Muitas vezes não sabemos quanto cobrar nas vendas dos
nossos trabalhos , ficamos meio perdidos e algumas vezes acabamos não dando o valor merecido às obras que produzimos com tanto amor e dedicação.Todo artesão que faz seus produtos para vender tem ou já teve esta dúvida e de certa forma é uma questão importante.
No geral, basicamente usa-se a mesma regra, pegue tudo que você gastou e multiplique por três o que de certa forma está correto mas para referência, outras coisas devem ser consideradas na formação do preço final.

Regra número 1.
Acredite em você, se valorize!
Vou contar-lhe uma verdade. Além de você mesma(o) as únicas pessoas que lhe darão valor de verdade será sua mãe, seu pai, e seus filhos, e uma ou outra pessoa especial assim, se você faz algo com talento, que realmente tem arte, valorize-se! você verá que as pessoas passarão a te dar mais valor e consequentemente seu produto valorizará.

Regra número 2.
Bons artesãos tem um monte, então não basta ser bom busque sempre ser o melhor.
Você tem que produzir o melhor resultado, pois assim seu produto não é igual ao do vizinho e logo o preço também não precisa ser. Atente-se aos detalhes, a qualidade dos produtos de matéria prima, a execução, apresentação da peça e até na embalagem. Ainda com relação a apresentação, uma foto bem feita valoriza muito seu trabalho, mostra seu capricho e preocupação no resultado.
Outra coisa bem importante é fazer algo diferente, inovar, pois se você copiar sempre será a cópia de alguém, e isto é menos atrativo.
Uma dica importante, teste seu produto, use-o de verdade, você perceberá o quanto ele pode ser melhorado.

Regra número 3.
Comprometimento e Responsabilidade.
Tem que haver compromisso com o cliente  e com seu trabalho e sempre ser um profissional responsável. Prometeu cumpra, marcou data ou hora atenda, e jamais esqueça do cliente. Sem cliente nada disto que discutimos tem sentido.

Regra número 4.
O Mercado manda, então obedeça a lei da oferta e procura.
Se você produz algo que é sensacional e só você faz, porque tem que ser barato? Só porque é artesanato? Não se esqueça que antes de ser artesanato é “ARTE”.

As pessoas no Brasil, de uma forma geral, tem uma visão de que se é artesanato tem que ser barato, temos que mostrar a todos que artesanato é arte e que algo feito a mão tem muito mais valor que um produto industrializado, tem o toque do artista.
Agora não deixaremos por tudo acima descrito de considerar que se você faz um determinado trabalho que outros também fazem de forma parecida não pode ter preços muito diferente. Também é necessário levar em conta o mercado que você está, por exemplo:
Alguém que produz algo em grandes centros tem a chance de vender por um valor melhor já que a cidade é mais rica, as pessoas ganham melhor e tem mais acesso.
Se você produz artesanato em alguma cidade em que a renda é baixa e as pessoas tem renda suficiente para se alimentar, não adianta querer cobrar caro.
Hoje é muito comum se vender na internet, seja por meio de um blog, loja virtual, ou sites especializados como o Elo7, então não se esqueça de pesquisar o mercado - neste caso o site, comparar preços de produtos igual ao seu, a principio como referência descarte o mais barato e o mais caro e faça uma média do que encontrar, assim você não terá o seu produto depreciado, ou sob suspeita de qualidade do serviço e do material por ser muito baixo e nem perderá venda por ser caro.
Se você conseguiu penetrar em um mercado de elite verá que as pessoas dão muito mais valor a um produto de R$ 200,00 do que o mesmo produto vendido por R$ 70,00 só porque ele é caro.

Regra número 5.
Não use todo o seu fôlego de primeira.
Na formação de preço é muito importante você ter uma sobra, seja para aquele desconto para o pagamento a vista, seja para aquele desconto necessário para a produção de um grande lote de produtos enfim é necessário estar prevenido, até porque o se o cliente quiser pagar a vista e pedir um descontinho se sentirá bem melhor se recebe-lo e você pode conceder sem problemas.
Regra geral para orçamentos de peças sob medida:
O que é único e personalizado é mais caro.
Caso você receba uma encomenda de um produto que não é um produto seu de linha, que você está acostumado a fazer, antes de passar o orçamento faça um protótipo, do começo até o final para você perceber o grau de dificuldade exigida pelo produto. Quanto tempo demandará para fazer, quanto de material usará e se precisará de mais alguém para ajudar na produção.


Por fim, conclusão: o preço do produto deve ser assim:


A referência de três vezes o custo $$$ +
Acreditar em você e no seu talento $     +
Exclusividade do seu produtos $$   +
Se o mercado é favorável $$   +
Percentual para descontos $     +
Preço final $$$$
Se falarem a mesma língua todos ganharão, e o artesanato terá muito mais credibilidade e aceitação no mercado de forma positiva. Pratique conscentização e valorize seu trabalho sempre!!!

Sucesso!!!!
Aqui vc tira dúvidas e aprende a se valorizar também, afinal,
você é um artista.
Vamos lá.

Espero que essas dicas sejam úteis pra você assim
como foram pra mim.
Então, bora trabalhar né.
Até a próxima...<3<3<3
BEIJOS DA MADÁ

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Chaveiros de Fuxico

Depois que a gente começa a fuxicar, fica difícil sair dessa vida.

Primeiro foram as tiaras, depois as presílhas, os móbiles e agora

Os chaveiros
Você nem tem idéia de quantas coisas pode fazer
com esse tal de fuxico.
é uma florzinha muito charmosa, fácil de fazer e que pode dar
um toque super especial em diversos trabalhos.

cores, tamanhos e modelos diferentes.
Aqui como também nos outros trabalhos, o que manda é a sua
criatividade, use botões, miçangas, pingentes e todos os
pinduricalhos que desejar.
Essa é mais uma dica pra você se divertir fazendo
e ainda ganhar uma graninha.
Bom Trabalho!!!
Bjuuuuusssssssss da Madá


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Móbiles de Fuxico

Oi gente...
Cá estou eu com mais novidades.
Ontem tive vontade de fazer algo diferente, então juntei alguns materiais que eu já tinha em casa, misturei tudo dentro da minha cabeça, coloquei algumas pitadas de imaginação e criatividade.
Olhem só o resultado...

Diz aí, não ficaram lindos?
São móbiles de fuxico com detalhes em biscuit.
Fiquei apaixonada e estou fazendo de várias cores.


Está provado que com um pouco de criatividade você pode fazer muitas coisas interessantes e como já falei, pode até ganhar um dinheirinho com suas peças.
 DICA
Em qualquer banca de jornal, você pode encontrar várias revistas
que com certeza podem facilitar sua entrada no mundo do artesanato. Tem pra todos os gostos, pintura, bordado, crochê,
Pedrarias... enfim esse terreno da arte é muito extenso.
Nas revistas vem o passo a passo com fotos explicativas, moldes e idéias maravilhosas, eu estou sempre comprando e experimentando coisas novas.
Você também vai gostar.
Então beijos da Madá e até a próxima.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Presilha/ Passa a passo


Você vai precisar dos seguintes materiais:
Tesoura
2 grampos de cabelo
Cola instantânea para artesanato
2 botões ou miçangas
Tecido
Feltro
Linha e agulha

Vamos começar
1- Corte no tecido 10 círculos de mais ou menos 5 cm
(quanto maior os círculos, maior será a flor)
Você vai precisar de 5 círculos para cada flor.
Dobre o círculo ao meio.
2- Dobre mais uma vez formando um triangulo.


Coloque a linha na agulha.
3- Vá alinhavando a extremidade mais larga do triângulo, passando
a agulha de um lado para o outro e puxe para o final da linha.
4- Faça o mesmo com 5 dos 10 círculos, colocando um do lado
do outro, perceba que já tem aparência de flor.


5- Depois de colocar as 5 paças no final da linha, passe novamente
pela primeira unindo assim as duas extremidades.
6- Agora costure o meio da flor unindo as pétalas de modo que
fiquem bem firmes. Dê um arremate e corte a linha.

A primeira florzinha já está pronta.
Agora faça o mesmo procedimento com os outro 5 círculos
que sobraram dando forma a segunda flor.

7- Com as duas flores prontas, está na hora de começar
a montar a presilha.
8- Corte dois círculos pequenos de feltro, eles
servirão para prender as flores aos grampos.
9- Coloque cada feltro no meio de cada grampo e o posicione
no final do grampo deixando um pequeno espaço.
10- Passe a cola instantânea no feltro.

11- Com a cola no feltro, posicione no centro do lado de trás
da flor.
12- pressione por uns dez segundos mais ou menos
( cuidado para não colar os dedos, essa cola é bem forte )

13- Verifique se ficou tudo bem coladinho, espalhe bem a cola
no feltro para não ficar nenhum pedacinho sem colar.
14- Agora está na hora de colocar o miolo da flor.
Coloque uma gotinha de cola no botão ou na miçanga e encaixe
no centro da flor, pressione por alguns segundos.

Prontinho.
E aí ? Gostaram?
Isso vicia, depois que você começa, não consegue ficar
só na primeira.
Use cores e tecidos diferentes, substitua os botões por miçangas ou
o que sua imaginação mandar.
Agora que aprendeu pode inventar o que quizer.
Espero ter sido útil e clara, qualquer dúvida é só deixar nos
comentários, depois eu esclareço.
Aproveitem o carnaval com juíso e infeitem bastante os cabelos com presilhas, tiaras, ouse, use brilho, etc...
Logo,logo volto para postar o passo a passo de uma linda tiara.
Até mais
BEIJOS DA MADÁ

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Presilhas 2012


Oi genteeeeeeeeeee,
Tudo bem com vocês?
Olhem só , comecei uma produção de presilhas,
me apaixonei e não parei.
Em apenas dois dias, fiz vinte pares.
Adorei, ameeeiiii o resultado.
Flor de fuxico, grampo de cabelo, cola e botão.
Muito fácil e rápido, sem falar que o custo com material
é bem em conta.

Você pode aproveitar todo pedacinho de retalho que
tem aí esquecido em algum lugar, aquela blusa que você
não usa mais e ainda ganhar um dinheirinho com isso.
É uma delícia fazer, o tempo passa e você nem percebe.
Na próxima postagem vou colocar o passo a passo
pra quem quizer aprender
NÃO PERCAM.
Adoro dividir minhas coisinhas com vocês,
ATÉ LÁ...Drag and drop me
Beijos da Madá
FELIZ CARNAVAL

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Tela pronta/ Músicos/ Por Solange Madá

Mais uma encomenda prontinha, saindo do forno            Drag and drop me

Essa tela é uma releitura de do pintor A. Chaves
Pra mim foi um desafio, pois nunca havia pintado algo parecido.
Encarei, acho que deu certo, gostei do resultado.
Só resta saber se a pessoa que encomendou também irá gostar, rsrsrs...
Agora estou voltando às minhas pinturas com tudo,
As crianças voltaram às aulas e então terei bem mais tempo para trabalhar.
E estarei sempre dividindo com vcs aqui no blog e no facebook também.
 dihttps://www.facebook.com/profile.php?id=100002574646606&ref=tn_tnmn#!/profile.php?id=100002574646606 
Drag and drop meMe encontrem também por lá.Drag and drop me
Até mais ver.
Beijos da Madá
Drag and drop me

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Cortina de Chita/ Tela por Solange Madá

Mais uma tela pronta.
Essa aí eu pintei só pra descontrair,descançar.
É muito bom aliviar-se em meio as cores, jogar formas e cores sem compromisso
com nada nem com ninguém,
apenas deixar a sua imaginação te guiar.
Então saiu isso aí, eu batizei de "Cortina de Chita".
Muito bom dividir mais esse trabalho com vocês, já, já eu volto
com mais novidades.
Até lá,
Drag and drop meKISSES dDrag and drop mea MadáDrag and drop me

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Mais de 2.000 visualizações/ Obrigada

Olá meus amigos.
Hoje quero dedicar esta postagem àtodas as pessoas que entram um pouquinho no meu blog
e viaja ao meu mundo
Alcancei em menos de cinco meses, mais de duas mil visualizações,
isso pra muita gente pode parecer pouco, mas pra mim não.
é muitíssimo gratificante saber que pessoas de outros lugares, cidades e até mesmo países,
de vez em quando dão uma passadinha por aqui.
Os Estados Unidos estão em primeiro lugar, a maioria das entradas são de lá.
Muito obrigado mesmo.
Só gostaria que vocês participassem mais, só entra e ir embora não vale,
gostaria muito que postassem aqui seus comentários, dicas,
perguntas, sei lá, o espaço é todo seu.
Espero que continuem me visitando e não se esqueçam,
euzinha, Solange Madá também estou no Facebook.
Passa lá também.
Beijosssss da Sol  ; )
)))(((
@@
<>

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Maleta e bolsa de mão

                      Agora venho mostrar essa maleta e bolsa de mão que você encontra aqui no ateliê.

Não esqueçam de me visitare também no facebook
Essa obras foram feitas por Cleonice

Beijooossssss da Madá


Fofuchas

Oi gente,
Chegaram novidades no meu ateliê. As Fofuchas estão no pedaço e vieram decorando porta-retratos belíssimos.
Olhem só...
mais um...

Essas coisas lindas, foram feitas com certeza por mãos de fada
uma pessoa que assim como eu, se dedica a delicadeza das artes.
Ela é uma nova colaboradora do meu ateliê.
Todos os créditos merecidos à
CLEONICE.